(51)  3371.6200       99388.4440

(51)  3464.0076

Responsável Técnico:
Dr. Luciano Zuffo
CRM-RS:  26798 / RQE 23181

(51)  3371.6225       99167.0593

Estacionamento no local

(51)  3783.8065       99167.2901

(51)  3191.9607

BLOG

10 PRINCIPAIS FATORES DE RISCO À SAÚDE: 1 - ingestão excessiva de bebida alcoólica

22/03/2016

Conforme já falamos no post da semana passada, quando citamos os 10 maiores fatores de risco de doenças dos brasileiros, vamos escrever um pouco sobre cada um deles.

Vamos começar com a ingestão de bebida alcoólica.
 

 



A maioria das pessoas no Brasil acredita que beber cerveja socialmente não faz mal à saúde. Com certeza você pode beber cerveja socialmente sem haver muito risco à saúde, mas essa também é a forma mais comum das pessoas fazerem uso nocivo de álcool.

Em 2010, a Revista Brasileira de Psiquiatria publicou um resumo do 1º Levantamento Nacional sobre os Padrões de Consumo de Álcool na População Brasileira. A pesquisa realizada por pesquisadores da Unifesp diagnosticou que 9% dos brasileiros maiores de 18 anos de idade são dependentes do álcool, ou “alcoólatras” como se chama quem é dependente das bebidas. E não é só isso.  O estrago é maior: 25% dos entrevistados relataram ter tido ao menos um problema decorrente do excesso de bebida alcoólica nos últimos 12 meses.

O primeiro passo é entender que o álcool em excesso faz mal — não importa de qual bebida alcoólica ele veio. Uma lata de cerveja (350 ml) tem a mesma quantidade de álcool que uma taça de vinho (140 ml), ou que uma dose de bebida destilada (44 ml). É bem verdade que vinho avinagrado faz ainda mais mal para a saúde, bem como um whisky ou cachaça falsificados, mas vamos deixar essa discussão para outro momento.

Beber álcool com moderação significa beber, em média, não mais que isso por dia: uma lata de cerveja, uma taça de vinho, ou uma dose de bebida destilada. Homens adultos podem beber até o dobro disso, mas para mulheres adultas e idosos em geral esse é o LIMITE.

Tenho certeza de que você conhece pessoas que não bebem durante a semana, mas que no fim-de-semana bebem muito além dessa quantidade. É por isso que o álcool é um dos principais responsáveis por morte precoce e incapacidade no Brasil.

Beber aos poucos durante o decorrer da semana está associado a um risco cardiovascular reduzido (de infarto cardíaco e derrame cerebral), mas beber tudo de uma vez só em um ou dois dias faz justamente o contrário.

Você pode até deixar para beber apenas no fim de semana, mas deve evitar consumir mais de duas garrafas de cerveja num dia, se for homem adulto, ou uma garrafa de cerveja se for mulher adulta ou se for idoso.

Como já dissemos anteriormente, uma garrafa de cerveja tem aproximadamente a mesma quantidade de álcool que uma lata de cerveja mais uma dose de bebida destilada.

E o mito de misturar bebidas alcoólicas não necessariamente faz mal. Só será prejudicial se a quantidade total for excessiva.

Entretanto, existem situações em que qualquer quantidade de álcool é excessiva. Você não deve usar bebidas alcoólicas, por exemplo, se estiver grávida ou fazendo algo que exija atenção e habilidade como, por exemplo, dirigir. Também existem doenças para as quais qualquer quantidade de álcool é excessiva, e alguns medicamentos podem interagir com o álcool causando até a morte.

Por isso, se você tiver algum problema de saúde, converse com seu médico sobre o uso do álcool.

Por fim, gostaríamos apenas de salientar que as quantidades informadas acima são os LIMITES de ingestão. Você não precisa chegar até ele. Se você ingerir menor quantidade de bebida alcoólica, você sofrerá menor risco de desenvolver doenças ligadas a ingestão excessiva de álcool.

Portanto, siga a famosa frase que atualmente vemos em todo lugar: Beba COM MODERAÇÃO.

Please reload

CAPA - REVISTA MAIL3.jpg
Posts em destaque

Traumatologia - Artrose: O que é, Sintomas, Causas e Tratamento

30/11/2017

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga nossa fanpage
  • Grey Facebook Icon

CLIQUE AQUI 

e faça o download da versão online da Revista São Pietro News!