(51)  3371.6200       99388.4440

(51)  3464.0076

Responsável Técnico:
Dr. Luciano Zuffo
CRM-RS:  26798 / RQE 23181

(51)  3371.6225       99167.0593

Estacionamento no local

(51)  3783.8065       99167.2901

(51)  3191.9607

BLOG

7 benefícios do chocolate para a nossa saúde

27/03/2016

A Páscoa chegou e uma das coisas que entra com força no nosso cotidiano nessa época é, além do coelho e das histórias de Jesus, o CHOCOLATE.


Muita coisa se fala, principalmente que ele é um vilão das dietas e da alimentação saudável porque “engorda”.


Por ser um alimento muito consumido e adorado no mundo inteiro, muitas pesquisas começaram a ser feitas e alguns mitos vem sendo desvendados sobre os males do chocolate. E mais, muitas coisas positivas vem surgindo sobre o chocolate e é sobre isso que vamos falar hoje.

 

No tipo certo, em uma dose adequada, o chocolate pode trazer inúmeros benefícios! O grande queridinho entre os chocolates é o amargo. Isso porque quanto mais amargo, maior a quantidade de cacau, que é o grande ingrediente benéfico à saúde que consta no chocolate. Quando você lê 70% cacau, isso quer dizer que apenas 30% são outros ingredientes como gorduras, açúcar e leite. Os chocolates mais tradicionais, chamados ao leite, possuem em média de 25 a 30% de cacau. Os chamados meio-amargo entre 40 e 55%.

 

Como já falamos, é importante seguir uma quantidade adequada, pois o exagero, além de engordar, pode trazer algum mal estar ligado à digestão, já que o chocolate não é um alimento que podemos chamar de “leve”, apesar de ser saudável. A quantidade não deve ultrapassar 30 gramas por dia - o equivalente a uma barra pequena ou dois bombons.
Ao utilizá-lo no preparo de ovos, trufas, bolos e outros doces, é preciso uma atenção maior: além de aumentar o número de gorduras e calorias da sobremesa, o chocolate pode perder os nutrientes quando muito aquecido. Veja abaixo os grandes motivos para esta maravilha estar sempre presente na sua alimentação, de forma moderada.

 

O chocolate pode ser um grande aliado nos cuidados com a saúde, desde que ingerido na quantidade certa e com maior concentração de cacau e menor quantidade de gorduras e açúcar

 

SENSAÇÃO DE SACIEDADE
O chocolate ajuda a se sentir mais satisfeito e não exagerar na comida. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Chung Hsing, em Taiwan, mostrou que os ácidos fenólicos presentes no cacau podem aumentar a produção do hormônio leptina, que aumenta a sensação de saciedade.

AUXILIA NA PREVENÇÃO DE DERRAMES
Outros fatores podem interferir na produção de leptina, como a menor concentração de insulina que diminui o nível do hormônio. Por isso, não adianta apenas consumir chocolate sem atentar para os outros fatores envolvidos.

 

O cacau é rico em antioxidantes que reduzem a inflamação nas artérias e a aderência do colesterol à parede dos vasos, prevenindo a formação de trombos na corrente sanguínea e, consequentemente, o AVC (acidente vascular cerebral). Um estudo realizado na Suécia confirma esse benefício. Foi descoberto que mulheres que comiam aproximadamente duas barras de chocolate por semana – cerca de 60 gramas - estavam até 20% mais protegidas contra derrames em comparação com aquelas que nunca comiam o doce.

AUXILIA NO EMAGRECIMENTO (!)
O chocolate pode ajudar a emagrecer - desde que inserido dentro de uma alimentação balanceada. O alimento é rico em cafeína, que acelera o metabolismo e ajuda a queimar calorias, mas é preciso ingerir a versão amarga, com muito cacau. A redução do estresse e da ansiedade e o aumento da saciedade também são benefícios que contribuem para eliminar mais rápido as gordurinhas a mais.

 

Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia encontrou resultados semelhantes: pessoas que praticavam exercícios físicos e comiam chocolate regularmente (2x semana) possuíam tendência a ter menor índice de massa corpórea (IMC) do que aquelas que se exercitavam e comiam com menor frequência o chocolate.


AUXILIA NA MELHORA O RACIOCÍNIO
A cafeína presente no chocolate estimula a memória, a atenção, a concentração e o desempenho mental em geral. Ao acompanhar dois grupos na solução de equações, especialistas da Universidade de Northumbria, na Inglaterra, notaram maior agilidade e número de acertos entre as pessoas que consumiram 500mg de flavonoides, substância encontrada no chocolate amargo e meio amargo. As versões com menos cacau também tem flavonoides, mas em quantidades bem reduzidas.

CONTROLE DO COLESTEROL
O consumo de chocolate amargo - rico em cacau e assim, flavonoides - auxilia na diminuição do colesterol total e do colesterol ruim (LDL). Os antioxidantes diminuem a inflamação e o acúmulo de gordura nos vasos.

ANTIENVELHECIMENTO
Por ser rico em antioxidantes, vitaminas A e do complexo B, o chocolate ajuda a neutralizar os radicais livres do organismo que, quando estão altos, podem provocar danos às células relacionados ao processo de envelhecimento.

PROMOÇÃO DO BEM ESTAR
O chocolate libera endorfinas que melhoram o humor e a ansiedade e ainda combatem a depressão e o desânimo. Também fornece energia, melhorando a disposição para as atividades diárias, e concentra outras substâncias, como triptofano, teobromina, feniletilamina, fenilalanina e tirosina, que reforçam a sensação de bem-estar.


Uma pesquisa realizada na Suíça, investigou a relação entre o consumo diário de chocolate e o nível do hormônio cortisol, responsável pelo estresse. Foi observado pelos cientistas que o nível de cortisol baixou consideravelmente em todos os participantes que consumiam o doce, chegando a 40% de redução naqueles que sofriam com a ansiedade.

 

Please reload

CAPA - REVISTA MAIL3.jpg
Posts em destaque

Traumatologia - Artrose: O que é, Sintomas, Causas e Tratamento

30/11/2017

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga nossa fanpage
  • Grey Facebook Icon

CLIQUE AQUI 

e faça o download da versão online da Revista São Pietro News!